APARIÇÕES DE JACAREI 26 ANOS DE GRAÇAS

APARIÇÕES DE JACAREI 26 ANOS DE GRAÇAS
APARIÇÕES DE JACAREI 25 ANOS DE GRAÇAS

quarta-feira, 12 de julho de 2017

VIDA DE SANTA VALÉRIA DE RAVENNA




A tradição narra-nos que Gervásio e Protásio eram gêmeos e os únicos filhos de Vidal e Valéria, cidadãos da nobreza de Milão. Pais e filhos haviam sido convertidos pelo bispo são Caio. Em vista disso, mandaram construir a igreja de Milão, em 63. Mas depois Vidal e Valéria foram mortos testemunhando a fé, durante o governo do imperador Nero, em 68. 

Santa Valeria de Milão. Viveu em 287 DC e era a mãe de São Gervásio e Protásio e esposa de São Vitalis. Foi torturada em Milão durante o reinado do Imperador Diocleciano para renegar a sua fé e oferecer sacrifícios aos deuses pagãos.

Foi torturada em Milão durante o reinado do Imperador Diocleciano para renegar a sua fé e oferecer sacrifícios aos deuses pagãos. Como recusasse, foi martirizada. As suas relíquias foram descobertas por Santo Ambrósio e estão no Santuário de Santa Valéria na igreja de São Vitalis em Milão.
Ela foi açoitada e depois surrada com bastões de madeira, e como não cedesse foi esticada na roda. Diz a tradição que, embora a roda arrancasse seus pés ela não sentia nenhuma dor e continuava a cantar hinos a Jesus. Segundo a mesma versão vários espectadores se converteram diante de tal milagre e o procônsul furioso, mandou que fosse decapitada. Na arte litúrgica da Igreja ela é mostrada sendo surrada com bastões. 

Após sua morte, seu túmulo tornou-se um local de peregrinação e inúmeros milagres foram creditados a sua intercessão. Sobre seu túmulo foi construída uma igreja dedicada ao seu marido São Vitalis e um santuário dedicado a ela. Sua festa está nos calendários católicos franceses, espanhóis e escoceses. Ela é uma mártir romana cujo culto foi muito popular na França, no tempo de São Eligio.

Segundo a mesma versão vários espectadores se converteram diante de tal milagre e o procônsul furioso, mandou que fosse decapitada. Na arte litúrgica da Igreja ela é mostrada sendo surrada com bastões. Após sua morte, seu túmulo tornou-se um local de peregrinação e inúmeros milagres foram creditados a sua intercessão.
Sobre seu túmulo foi construída uma igreja dedicada ao seu marido São Vitalis e um santuário dedicado a ela. Sua festa está nos calendários católicos franceses, espanhóis e escoceses. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário